Espaço Mira
Mira Forum
Carregar Eventos
  • Este evento já decorreu.

LIVROS no MIRA _ Tudo são Histórias de Amor_ Dulce Maria Cardoso

Mar 22

“Tudo São Histórias de Amor”
de Dulce Maria Cardoso
A proposta de livro para a sessão de março da comunidade de leitores do MIRA é “Tudo São Histórias de Amor”
de Dulce Maria Cardoso
Edição: Tinta da China.
A IMPRENSA diz:
Jornal de Letras:
«Dulce Maria Cardoso prossegue nestas histórias a interrogação sobre a natureza humana e as origens do mal, sobre o tempo e a memória, o poder e a justiça, dissecados a partir do microscópio das relações familiares, que tem constituído o ponto de partida dos romances já publicados e reconhecidos nacional e internacional- mente, interrogação que vem confirmá-la como uma voz de relevo na paisagem mais vasta da ficção portuguesa contemporânea.»
Expresso:
«Entregues ao ‘martírio de pensar’ e incapazes de ‘domar o tempo’, as personagens são como pequenos animais indefesos, à mercê da ‘solidão do que envelhece’ e da ‘impiedade do que é novo’. Acima delas, a autora monta as armadilhas e observa com rigor clínico. Quanto à escrita, exemplar, é sempre feita a partir do ‘local do crime’. Isto é, do ‘sítio das palavras’.»
Time Out
«Um cão leva animais mortos para a dona que vive isolada no último andar de um prédio e tem ossos velhos que já não lhe permitem sair, e isso é amor. Uma mãe tem de escolher qual dos dois filhos salva de morrer atropelado, e isso é amor. Um rapaz ganha uma mulher ao jogo, com um baralho de cartas, e isso é amor. Não é clássico, não é cor-de-rosa, não é sequer conjugal, mas é o amor que Dulce Maria Cardoso retrata neste livro, um amor violento, imperfeito e que dói, tema transversal que se junta a outros como a maldade, a diferença, a solidão e a responsabilidade.»
Transmissão direta:
LIVE da página do Mira_artes performativas
ID da reunião: 830 7536 6474
Senha de acesso: 210044
PROGRAMAÇÃO de Livros no MIRA:
Lúcia Melo | Odete Correia
NOTA BIOGRÁFICA
Dulce Maria Cardoso publicou os romances Eliete (2018, livro do ano, entre outros, no Público, Expresso e no JL, Prémio Oceanos e finalista do Prémio Femina), O Retorno (2011, Prémio Especial da Crítica e livro do ano dos jornais Público e Expresso), O Chão dos Pardais (2009, Prémio PEN Clube Português e Prémio Ciranda), Os Meus Sentimentos (2005, Prémio da União Europeia para a Literatura) e Campo de Sangue (2001, Prémio Acontece, escrito na sequência de uma Bolsa de Criação Literária atribuída pelo Ministério da Cultura). Os seus romances estão traduzidos em várias línguas e publicados em mais de duas dezenas de países. A tradução inglesa de O Retorno recebeu, em 2016, o PEN Translates Award. Publicou contos em revistas e jornais, a maioria dos quais reunida nas antologias Até Nós (2008) e Tudo São Histórias de Amor (2013). Alguns deles fazem parte de várias antologias estrangeiras, e «Anjos por dentro» foi incluído na antologia Best European Fiction 2012, da Dalkey Archive. Em 2017, foram publicados os textos Rosas, escritos no âmbito da estada em Lisboa de Anne Teresa De Keersmaeker, quando a coreógrafa foi a Artista na Cidade. Criou, ainda, a personagem Lôá, a menina-Deus, para uma série da RT2. A obra de Dulce Maria Cardoso é estudada em universidades de vários países, fazendo parte de programas curriculares, e tem sido objeto de várias teses académicas, bem como adaptada a cinema, teatro e televisão. A autora tem participado em vários festivais de prestígio internacional. Em 2012, recebeu do Estado francês a condecoração de Cavaleira da Ordem das Artes e Letras. Assina, na Visão, a coluna «Autobiografia não autorizada» e é comentadora na estação televisiva SIC, no programa Original é a Cultura.

editor: Tinta da China


Rua de Miraflor, 155,
4300-334 Campanhã, Porto

terça a sábado,
15:00 às 19:00


miraforum@miragalerias.net
929 113 431 / 929 145 191